INDEPENDÊNCIA OU MORTE! OU AMBAS.

Uma Pátria necessita de cidadãos. E cidadãos escolhem as melhores lideranças. Não a menos pior.


INDEPENDÊNCIA OU MORTE! OU AMBAS.

Dizemos que nós brasileiro não sabemos votar. Pode até ser. Mas a cada dia, como coletivo, vamos melhorando. A experiência nos ensina. Erramos, sofremos com a escolha e alguma coisa aprendemos.

No Brasil os grupos políticos vêm sofrendo com esta evolução.

No passado os políticos aproveitavam nossa inocência, nossa burrice, e só faziam promessas. Isso começou a dar problema.

Abandonaram as promessas. Simplificando, passaram a perguntar: você está conosco ou com eles? Somos nós contra eles. Você é coxinha ou é pão com mortadela. Isso bastava para nos definir como eleitores.

Afinal, para que falar em liberalismo, em social democracia. Coxinhas e mortadelas: é mais fácil de entender.

A história andou. Chegamos aonde estamos. Nos colocaram para defender um fulano para que o Brasil não vire uma Venezuela; ou defender sicrano para que não tenhamos uma ditadura militar. De novo.

Ninguém tem proposta. Ninguém tem, nem sequer promessa. Só apresentam o medo do que pode acontecer se o outro for eleito.  Política baseada no medo. E temos medo nos dois casos.

Então nos atiramos às ruas, já não mais coxinhas e mortadelas. Agora travestidos de defensores da liberdade, da Pátria, de sei lá o quê. Nunca sei para que santo soam as buzinas de carros e caminhões.

A Pátria não está a precisar de defensores. Uma Pátria necessita de cidadãos. E cidadãos escolhem as melhores lideranças. Não a menos pior. Entre um ruim e um pior ainda, precisamos de uma alternativa. Mas não da mesma opção com outra máscara.

Ou então incorporamos Dom Pedro I e saímos gritando e buzinando com a espada ao ar: Independência ou Morte. Para quê? Desde o século 19 já temos um Estado soberano provocando morte nas filas da saúde, no descaso com o social, na baioneta das polícias. Agora precisamos mesmo é de gestão pública e vida. Basta de mortos.

Gestão Pública e Vida Plena: Brasil.

Áudio: Trabalhos técnicos de Ricardo Lima – UEL FM.

Acesse outro post com esta temática.

O que achou do conteúdo?
Envie uma mensagem pelo formulário abaixo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin