GERAÇÃO ALFA.

Preparar os filhos para um mundo que não imaginamos é uma aventura que requer muito pensamento.

SOLUÇÕES DO TEMPO DO KICHUTE.

O convívio mais estreito requer antigas soluções na rotina da família.

UMA HISTÓRIA SEM FIM.

A história de um tempo em que não temos histórias para contar, somente uma foto a postar.

A CADA DIA SUA COTA DE VENDAS.

A cada dia vou vendendo um pouco de mim, esfarelando pela estrada, na passagem de instantes que não me pertencem.

CELULAR DE PAPEL HIGIÊNICO.

O ser humano, através da civilização, vem buscando diferenciar-se dos animais. Alguma coisa ainda resta.

AS LANÇAS DO CREPÚSCULO.

Os indígenas Jivaro eram hábeis na técnica de reduzir cabeças. No Brasil esta prática parece persistir.

O ASSASSINATO.

No obscuro desta idade média em que vivemos, a ignorância costuma ser a arma que mais mata. Um dia virá o século XXI.

FUGA DA REALIDADE.

Mesmo os mais equilibrados, necessitam de uns momentos de fuga da realidade, principalmente numa situação de quarentena.

TÁ FALTANDO O CHEIRINHO.

O distanciamento social nos priva da presença dos amigos, mas também do calor de um abraço.

SERTÃO ADENTRO.

Visitar os lugares desse Brasil plural, nos ajuda a entender melhor nossa ‘aldeia’ local

A MARGEM DO MEIO DO RIO.

Sempre buscamos uma fuga para a rotina do dia a dia. Talvez isso seja possível, talvez só uma fantasia.

“PURA FIDE”.

Com a pandemia passamos a olhar o outro com olhos desconfiados. Como será depois que ela passar?

TRENZINHO INQUIETO.

Nosso pensamento vai ao vento, perguntando se em outros lugares nossos males poderiam não existir. Ou poderiam não existir aqui mesmo?

UM TAL DE NORMAL.

Se já é difícil algo “normal”, numa situação de crise, piorou. O que sobra, então?